O livro “Boas Práticas de RH” já está disponível (Pré-lançamento)

Capa do livro "Boas práticas de RH", com um sol dourado ilumionando a praia.

O livro Boas Práticas de RH: O que eles fizeram e deu certo é uma coletânea de experiências de sucesso que tiveram impacto positivo nos resultados da gestão de recursos humanos. Resume soluções e estratégias que foram adotadas pelos mais diversos tipos de organizações e reconhecidas por terem contribuído para melhorar, de forma mensurável, o desempenho das pessoas, da área de gestão das pessoas ou do negócio.

As práticas estão agrupadas conforme o indicador de resultados mais influenciado, facilitando encontrar ideias aplicáveis às situações específicas de interesse do leitor.

Uma coisa legal é que você não precisa ler de ponta a ponta. Pode escolher o indicador ou tema que te interessa melhorar agora e Ir direto ao capítulo correspondente.

O livro, nas versões eletrônica e impressa, pode ser adquirido na Amazon www.amazon.com.br/dp/B07L416T25

O autor

Dórian L. Bachmann é engenheiro químico e ocupou diversos cargos técnicos e gerenciais. Trabalhou na IBM, na URBS e na Petrobras, antes de fundar a Bachmann & Associados, consultoria especializada em indicadores de desempenho e benchmarking. É coordenador do Benchmarking de Indicadores de RH, feito em parceria com a ABRH há 10 anos. LinkedIn: linkedin.com/in/bachmann

Serviços e soluções da B&A

Logomarca da B&A

Especialistas em indicadores de desempenho e benchmarking

Clique nos links abaixo e saiba como podemos ajudar

Consultorias

  • Escolha e padronização de indicadores
  • Revisão/design dos relatórios e telas para gestão
  • Benchmarking

O uso de indicadores na gestão é bastante comum, mas os gestores têm dificuldade em fazer o melhor uso dessa ferramenta. Trabalhando de forma dialogada e individual ou em pequenos grupos, esclarecemos dúvidas e fornecemos suporte conceitual para o uso eficaz de indicadores na administração.

Serviços de benchmarking

  • Levantamentos periódicos de benchmarks
  • Levantamentos de benchmarks sob demanda
  • Gestão de grupos de benchmarking

Cursos e capacitações

Apresenta os indicadores como ferramenta de apoio à gestão de recursos humanos, esclarecendo os conceitos envolvidos nas métricas clássicas de RH, como: rotatividade, absenteísmo, retenção, etc. Destaca os cuidados na análise e no uso prático das métricas.

  • Benchmarking como ferramenta de gestão.

Apresenta os indicadores como ferramenta de apoio à gestão, esclarecendo os conceitos envolvidos nas etapas de seleção, padronização, apresentação e interpretação das métricas para decisões. Destaca os cuidados na análise e no uso prático das métricas.

  • Uso de indicadores na gestão de negócios.

Apresenta os conceitos que dão sustentação ao uso eficaz de indicadores como ferramenta de gestão. Mostra aspectos importantes na seleção, padronização, apresentação e análise crítica no uso prático das métricas.

Palestras

  • Indicadores de RH – Verdades e Mitos

Palestra de 40 a 60 minutos de duração que estimula o uso de indicadores  por meio da apresentação de situações comuns na gestão de pessoas.

Fale conosco

41 3324-5336

atendimento@bachmann.com.br

Benchmarking Online – Emitir relatórios

O Benchmarking Online de Indicadores de RH oferece vários relatórios comparativos.

Para emitir os relatórios:

  1. Acesse o site www.indicadoresrh.com.br.
  2. Faça login, usando o CPF e a senha usados no registro.                                     Caso não lembre a senha, pode ser pedida outra na própria tela.
  3. Clique no link “Relatórios” (menu da esquerda).
  4. Selecione o relatório desejado.
    • Relatório Padrão – Apresenta os resultados de todos os indicadores e inclui todas as empresas da amostra. A escolha do ano pode ser feita clicando nos botões superiores (o ano escolhido aparece em dourado).
    • Relatório Personalizado* – Permite a escolha das empresas que serão incluídas, por meio de filtros como: setor, segmento, porte, região, estado ou município, além dos indicadores que serão apresentados. A escolha do ano pode ser feita clicando nos botões superiores.
    • Relatório Histórico* – Também permite a escolha da amostra por meio de filtros e apresenta os resultados dos últimos cinco anos.
  5. Clique na aba “Resultados” e escolha o indicador que deseja ver. Nos relatórios Padrão e Personalizado tua empresa será destacada nos gráficos com um ponto () sob a barra correspondente. No Relatório Histórico, os resultados da empresa serão mostrados por meio de barras avermelhadas.

Observações:

  • Caso deseje, pode gerar um relatório em pdf, clicando no botão vermelho existente na parte superior da tela.
  • A geração dos relatórios é demorada (cerca de 20 segundos que parecem uma eternidade!); mas, espere um pouco que dá certo. Estamos trabalhando para melhorar.
  • Relatórios prontos, inclusive de anos anteriores, podem ser encontrados pelo link “Recursos” da homepage ou, se estiver logado, no link “Conteúdos” do menu da esquerda.
  • Não são mostrados grupos com menos de 4 ou 5 empresas, para preservar o sigilo.

* – Relatórios exclusivos para assinantes dos planos pagos; são esses pagamentos que permitem a continuidade do Benchmarking Online de RH. Mas, os valores são anuais e bem razoáveis.

Caso tenha dúvidas, envie um e-mail para indicadoresrh@bachmann.com.br.

Benchmarking Online – Fornecer os dados

Para comparar os indicadores da empresa com os de outras, é necessário fornecer os dados para os cálculos. Para isso:

  1. Acesse o site www.indicadoresrh.com.br.
  2. Faça login, usando o CPF e a senha usados no registro.                                   Caso não lembre a senha, pode ser pedida substituição na própria tela.
  3. Clique no link “Formulários” (menu da esquerda).
  4. Corrija ou confirme os dados de contato e da empresa nos passos 1 e 2, clicando em “Avançar”.
  5. Forneça os dados obrigatórios no passo 3.
  6. Forneça os demais dados no passo 4.
  7. Veja os resultados dos indicadores calculados e clique em “Avançar”.
  8. Verifique e confirme os dados informados e clique em “Enviar”, finalizando essa etapa.

Agora você já pode emitir os relatórios comparativos oferecidos pelo BenchOnline.

 

Benchmarking Online – Cadastramento

Para se registrar no Benchmarking Online de Indicadores de RH,

  1. Acesse o site www.indicadoresrh.com.br.
  2. Clique no link “Cadastre-se” que aparece no topo direito da página.
  3. Escolha o plano de serviços mais adequado para sua empresa e clique em “Assine”.
  4. Forneça seus dados de contato (passo 1) e de sua empresa (passo 2).
    1. Você deve se registrar de forma completa para cada unidade ou filial (CNPJ) mas depois, se usar a mesma senha, quando acessar aparecerá a lista das tuas unidades cadastradas.
    2. Caso não concorde que o nome da empresa apareça na lista de participantes (completamente desvinculado dos dados fornecidos), desmarque a caixinha autorizando.
  5. Leia e aceite o Termo de Uso, que inclui nosso compromisso rigoroso com o sigilo das informações fornecidas.
  6. Revise os dados informados e clique em “Salvar”.

Pronto! Agora você já tem acesso aos conteúdos, relatórios e outros recursos do BenchOnline.

Caso deseje comparar os indicadores da empresa com os de outras, forneça os dados.

Benchmarking Online de RH

O Benchmarking Online de RH é uma plataforma que permite às organizações inserirem seus dados, calcularem 12 indicadores clássicos usados na gestão de pessoas e fazer comparações com outras empresas ou instituições, para identificar oportunidades de melhoria ou referenciais de excelência (benchmarks) que possam balizar o estabelecimento de metas.

O Benchmarking Online de RH, realizado em parceria com a ABRH, também oferece outros recursos* úteis para os gestores de pessoas, como:

  • Calculadora de indicadores de RH.
  • Padrões para cálculo de indicadores.
  • Resultados de levantamentos anuais feitos desde 2008.
  • Orientações para uso de benchmarking.
  • Artigos e notas técnicas.
  • Glossário de termos usados na gestão com indicadores.
  • Bibliografia sobre o tema, etc.

* – Alguns destes conteúdos são exclusivos para os assinantes dos planos pagos.

Acesse todos os serviços em www.indicadoresrh.com.br.

Uma medida fora do convencional

O Brasil já tem quem use sorriso como métrica de desempenho. A empresa Seed instalou detectores atrás do caixa em 20 lojas de uma rede de fast-food. Após 30 dias, descobriu que 8% das pessoas estavam sorrindo ao terminar a compra. Os diretores do fast-food estabeleceram uma meta: melhorar esse índice para 15% nos 30 dias seguintes. Passados 20 dias, o número já tinha subido para 40%. “Os gestores disseram que já existe uma diferença em faturamento e, principalmente, no número de clientes que está voltando para comer lá”, afirma Francisco Forbes, fundador da Seed.

Fonte: Época Negócios. Nov. 2014. p. 25.

Para pensar (e comparar com a prática na empresa)

Em seu livro Enough!, Jack Bogle (fundador do grupo Vanguard), citando o pesquisador Daniel Yankelovich, descreve a realidade de muitas organizações no uso de indicadores:

– A primeira etapa consiste em medir o que pode ser facilmente medido. Isso é bom, na medida do possível.

– O segundo passo é desconsiderar o que não pode ser medido, ou dar-lhe um valor quantitativo arbitrário. Isso é artificial e enganador.

– O terceiro passo é presumir que o que não pode ser medido não é muito importante. Isso é cegueira.

– O quarto passo é dizer que o que não pode ser medido não existe. Isso é suicídio.

Fonte: Texto postado por Tom Peters no Twitter, em 26.06.12.

Quando usar consultorias?

O uso de uma terceira parte (consultor ou empresa de consultoria) para benchmarking deve ser decidido com base nas seguintes vantagens:

  • Permite manter sigilo sobre as fontes; os relatórios produzidos normalmente apresentam os resultados codificados (blind report), para prevenir a identificação das fontes, mas permitindo uma visão geral do ambiente.
  • Reduz o trabalho da equipe própria, que pode se concentrar na análise dos resultados e no esforço de implementação das ideias e práticas obtidas.
  • Em muitos casos, permite o acesso a informações sensíveis que, de outro modo, não seriam disponibilizadas.
  • Oferece maior padronização das informações fornecidas pelas diversas empresas, permitindo sua comparação de forma mais segura.

Viés de Confirmação

Assim como a falta de dados dificulta boa parte das análises, o excesso de dados também é inconveniente. Com um grande volume de dados, um profissional inexperiente, ou mal intencionado, acaba sempre conseguindo um conjunto de números que serve para confirmar suas crenças ou suposições.

O uso de dados e ferramentas de análise para justificar crenças é chamado de Viés de Confirmação (Confirmation Bias). E, com a disseminação das técnicas de Big Data, esse problema tende a ser cada vez mais comum, na medida em que ferramentas estatísticas e softwares complexos permitem diferentes análises que podem ser usadas para provar as teses pretendidas.

Na verdade, o Viés de Confirmação atende a necessidade humana de reforçar pontos de vista conhecidos e que trazem conforto ou conveniência. Desse modo, muitos vezes é provocado de forma inconsciente.

Conhece alguma situação em que isso aconteceu em sua organização? Como ocorreu?

Texto inspirado em: Better Decision Making with Objective Data is Impossible, de Jack Webb, www.sloanreview.mit.edu