Big Data. O quê é isso?

Gráfico de pizza com bolinhas

Compreendendo diferentes tipos de dados e suas implicações.

Hoje em dia, você ouvirá muito sobre big data e como isso pode ser valioso para sua empresa. Mas a maioria dos gerentes não entende a diferença entre big data e “dados pequenos” e usa o termo big data indiscriminadamente. Como você se refere aos seus dados não importa muito, mas é importante saber as diferenças.

“Dados pequenos” – que, apesar do nome são extremamente úteis – são dados gerenciáveis (cabem em um único servidor), estão estruturados (linhas e colunas) e mudam com pouca frequência. É mais provável que venham dos sistemas de transação da sua organização, como sistemas financeiros, CRM ou gerenciamento de pedidos. Este tipo de dado provavelmente foi analisado por muitos anos. Não têm muita publicidade nos dias de hoje, mas são essenciais para conhecer seus clientes, entender o desempenho financeiro de sua empresa e ajustar sua cadeia de suprimentos.

O big data é indisciplinado. É grande demais para caber em um único servidor, é relativamente desestruturado e se movimenta rapidamente. É mais provável que seja sobre o mundo fora de suas transações comerciais – o que seus clientes e clientes em potencial estão dizendo nas mídias sociais, o que eles estão contando aos representantes do call center e como eles estão circulando pela sua loja. O big data oferece grandes oportunidades, mas geralmente é um desafio colocá-lo em um formato que possa ser facilmente analisado. Se você quiser segui-lo, seu colega provavelmente precisa ser um cientista de dados.

Traduzido de Davenport, Tom. 5 Essential Principles for Understanding Analytics. Disponível em https://hbr.org/2015/10/5-essential-principles-for-understanding-analytics Acesso em 17.07.18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please leave these two fields as-is:

Protected by Invisible Defender. Showed 403 to 93.583 bad guys.