O “como” faz toda a diferença

Você tem dúvidas se a forma de perguntar afeta o resultado de uma pesquisa ou enquete? Veja isso:

O famoso chef de cozinha Gordon Sinclair conseguiu reduzir o número de reservas canceladas sem aviso de 30 para 10% por conta de uma mudança mínima no discurso da recepcionista que recebia as reservas. Transformou a recomendação “Por favor, avise se mudar de planos” em uma pergunta “O senhor nos avisará se mudar de planos, certo?”. A resposta “sim” cria um comprometimento que não havia anteriormente.

Algoritmo

Algoritmos são orientações detalhadas (passo a passo) para a execução de determinada atividade. Um exemplo é o cálculo de parâmetros feito a partir de informações disponíveis, e sua comparação com valores típicos, para recomendar ou não uma liberação de crédito ou para levar um veículo autônomo a fazer um desvio.

Com base nesse conceito, uma receita detalhada para fazer um bolo pode ser chamada de algoritmo. Mas, de modo geral, o termo é usado quando estamos tratando do processamento de informações.

Sistemas automáticos podem analisar currículos e com base em uma sequência de regras preestabelecidas – o algoritmo – selecionar os candidatos com maior potencial para uma segunda etapa de avaliação.

Ah! Não confunda. Logaritmo é outra coisa. Logaritmo é o expoente ao qual se deve elevar um número para que o resultado seja igual a um determinado resultado.