Organogramas

Fonte: https://www.metmuseum.org/toah/works-of-art/57.92

Fonte: https://www.metmuseum.org/toah/works-of-art/57.92 – Autumn Rhythm – Pollock

Levando ao extremo o momento em que vivemos e que exige das organizações versatilidade e flexibilidade, Tom Peters [1], com o espírito revolucionário que o caracteriza tão bem, faz uma analogia entre como deveriam ser os organogramas das empresas e a famosa pintura “Autumn Rhythm“, do Jackson Pollock.

O recado não é de buscar desorganização, mas apenas não deixar que o formal se superponha à necessidade de flexibilidade e liberdade para fazer as coisas acontecerem. Assim, ele ajuda a lembrar que o organograma não é organização, mas uma ferramenta de gestão que deve ser usada e alterada para atender à missão.

Referência: 1. PETERS, Thomas J. The Tom Peters Seminar: crazy times call for crazy organizations. 1ª ed. New York : Vintage Books, 1994.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please leave these two fields as-is:

Protected by Invisible Defender. Showed 403 to 186.015 bad guys.