Indicadores estratégicos, táticos e operacionais.

Desenho de um gráfico de linhas com uma mão desenhando a linha. No fundo, algumas engrenagens e o desenho de um homem caminhando sobre a linha.

Segundo o nível hierárquico, os indicadores podem ser classificados em:

  • Estratégicos ou da alta administração.

São os relacionados aos objetivos estratégicos da empresa; servem para monitorar a execução da estratégia.

  • Táticos ou gerenciais.

São os vinculados aos objetivos dos processos.

  • Operacionais.

Permitem monitorar as atividades do dia a dia, apoiando a implementação de pequenas melhorias e deixando saber se os processos estão sob controle.

Um exemplo em nossa vida pessoal: Quando queremos concluir um curso (um resultado estratégico), monitoramos as notas e a presença nas aulas (acompanhamento tático), mas temos que manter o corpo saudável e (operacionalmente) cuidamos para que sua temperatura fique em aproximadamente 36,5°C.

De modo geral os indicadores estratégicos estão associados a valores monetários, como o EBITDA, ou a percentuais, como o market share. Os indicadores operacionais muitas vezes têm unidades físicas, como peças produzidas, número de empregados etc., enquanto os indicadores táticos, que correspondem aos dos gestores do meio da pirâmide organizacional, costumam usar tanto valores monetários e percentuais quanto unidades físicas.

Atenção

Como os objetivos e indicadores estratégicos são importantes, há uma tendência – errônea – de acreditar que algo, por ser importante, é estratégico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please leave these two fields as-is:

Protected by Invisible Defender. Showed 403 to 187.328 bad guys.